MDM_GERENCIAMENTO_URMOBO

Como criar uma política de segurança para dispositivos móveis?

Junto ao crescimento e utilização de dispositivos móveis pelas empresas, também conhecido como mobilidade corporativa, cresceram o risco e as ameaças à segurança de dados e informações sobre o negócio. Para que isso seja evitado é fundamental que as empresas saibam como criar uma boa política de segurança.

Pensando nisso, preparamos este artigo, para que você saiba o que é e como fazer uma política de segurança para dispositivos móveis. Não deixe de conferir!

O que é política de segurança para dispositivos móveis

Com o crescimento do número de profissionais utilizando smartphones para desempenhar suas funções trabalhistas, houve o aumento também da necessidade de preservar e garantir a segurança dos dados e informações da empresa, bem como dos clientes da organização.

A política de segurança para dispositivos móveis é um conjunto de medidas estabelecidas pela empresa para garantir que todos os usuários da rede corporativa, principalmente colaboradores, cumpram as normas estipuladas referentes à segurança de dados e informações armazenadas e processadas no ambiente digital.

Portanto, trata-se das medidas de segurança que garantem que as informações e os dados coletados e armazenados durante as operações da empresa estejam seguros de invasões digitais e que não sejam utilizados para finalidades que não atendam às demandas da empresa.

A importância da política de segurança para dispositivos móveis

Cada vez mais o número de usuários atraídos pela facilidade trazida pelos dispositivos móveis cresce dentro do ambiente profissional. Assim, garantir a segurança de dados e de informações corporativas é de extrema importância. Essa nova prática das empresas aumenta a produtividade, já que facilita o acesso e a usabilidade e, ainda, conta com o armazenamento e computação em nuvem.

Ainda, essa mobilidade corporativa permite que os locais de atuação do negócio sejam ampliados. No entanto, com essas facilidades, existem alguns cuidados que devem ser tomados para que as informações não sejam usadas de maneira prejudicial para o empreendimento. 

Nesse sentido, é preciso cuidar para se precaver dos ataques virtuais. Logo, saber criar uma política de segurança de dados para dispositivos móveis é fundamental para evitar:

  • vazamento de dados armazenados nos smartphones;
  • invasões na rede corporativa ou no sistema de computação em nuvem;
  • ataques cibernéticos aos aplicativos, e-mails, site, bluetooth e outras redes externas;
  • erros gerados pelos colaboradores e usuários.

Benefícios da política de segurança para as empresas

Mesmo sabendo dos diversos riscos a que a mobilidade corporativa está sujeita ao utilizar smartphones para realizar suas operações, essa prática, quando acompanhada de uma boa política de segurança, gera diversos benefícios para o negócio. 

Assim, as empresas podem expandir as suas ações para além do desktop. Dessa maneira, os profissionais autorizados podem trabalhar de qualquer lugar e em qualquer horário. Confira a seguir alguns benefícios que uma boa política de segurança pode gerar para os negócios.

Segurança de dados

A segurança de dados é uma das principais preocupações quando falamos em mobilidade corporativa. Logo, com a política de segurança, é possível garantir que os dados sejam preservados e contar com ferramentas que impeçam que dispositivos comprometidos acessem dados da empresa.

Evitar perda de dados

Caso a rede empresarial seja invadida, é possível resguardar dados importantes para a empresa e evitar a perda dessas informações, seja pela perda de dispositivos móveis, seja pela invasão da rede ou uso incorreto dos smartphones pelos colaboradores.

Proteção contra ameaça de vírus

Uma boa política de segurança garante que os usuários dos dispositivos móveis não façam mau uso dos aparelhos e evitem a contaminação da rede por ameaças de vírus. Além disso, limita acessos a determinadas áreas mais relevantes para o negócio.

Como criar uma política de segurança de dados — o que considerar

As empresas que utilizam a mobilidade corporativa devem estabelecer regras e limites para o uso dos aparelhos e das informações obtidas durante as operações profissionais. Assim, não é possível para uma empresa permitir o uso desordenado dos dispositivos móveis. Por isso, é fundamental garantir uma política de segurança eficiente para aumentar o cuidado com os dados e informações. Veja algumas dicas para criar uma política segura.

Estabelecer uma política de gastos

Independente do sistema que esteja sendo usado, a empresa deve estabelecer junto aos colaboradores, quais são os deveres, obrigações e limitações para o uso dos dispositivos móveis.

Contar com medidas de segurança para equipamentos e softwares

A política de segurança deve estabelecer a responsabilidade que cada colaborador ou setor terá ao utilizar os dispositivos móveis. Nesse sentido, restrições de acesso por meio de senhas e cargos é uma boa maneira de restringir determinados cargos a alguns dados.

Criar um termo de responsabilidade

É importante que os usuários entendam que detêm certas responsabilidades ao utilizarem os equipamentos da empresa. Nesse momento, uma parceria entre o setor de tecnologia da informação e o setor jurídico da empresa é uma excelente opção.

Oferecer treinamentos

Para que a segurança seja garantida, é fundamental que os colaboradores saibam fazer um correto uso dos aparelhos e das ferramentas empregadas. Portanto, a empresa deve se dedicar aos treinamentos corporativos voltados para a área tecnológica. A ideia é incentivar e ensinar a utilizar as práticas de segurança digital.

Divulgar as políticas estabelecidas na empresa

Comunicar cada setor envolvido sobre a política de segurança da empresa faz com que todos entendam a importância dessas medidas. Nesse momento, é interessante utilizar os canais de comunicação da organização, como newsletter, e-mails, murais, jornais etc.

Evitar o uso de redes públicas

Um correto monitoramento da utilização e acesso dos dispositivos móveis, pode indicar se existem brechas nos sistemas ou até mesmo uso excessivo dos aparelhos. Caso isso seja confirmado, é possível redirecionar a rede de maneira adequada.

Ações que ajudam a garantir a segurança de dados

Algumas ações podem ajudar a manter uma política de segurança mais eficiente e funcional. Após estabelecer a política de segurança da empresa, é importante contar com ferramentas e ações que a mantenham atualizada e constantemente monitorada. Conheça algumas delas!

Utilizar um antivírus

A utilização de antivírus tende a reduzir muito a vulnerabilidade dos dispositivos. Com um protocolo de homologação dos dispositivos disponibilizados, é possível limitar o tráfego apenas para as redes internas e usuários autorizados.

Mudar senhas frequentemente

Estipular um período mensal, semanal ou trimestral para a mudança das senhas, ajuda a garantir que as chaves de acesso estejam seguras. O importante é que seja feito de maneira constante.

Criar uma rotina de monitoramento

A rotina de monitoramento do tráfego das redes internas da empresa deve ser feita constantemente. Por meio de ferramentas especializadas, é possível que a equipe interna monitore e realize as devidas alterações, caso seja necessário.

Como vimos, criar uma política de segurança para dispositivos móveis é fundamental para garantir o bom desempenho e funcionamento da mobilidade corporativa. Afinal, essa prática gera diversos benefícios para a empresa. No entanto, é preciso saber fazer da maneira certa para que dados importantes não sejam comprometidos.

Se você quer saber mais sobre esse assunto, basta entrar em contato conosco. A nossa equipe está à disposição para sanar qualquer dúvida.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

5 Comentários

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.