Gestão de ativo imobilizado de TI: 4 dicas práticas

O controle patrimonial é essencial para a manutenção e gestão de qualquer empresa, e o ativo imobilizado de TI faz parte disso. Dessa forma, é possível manter tudo sob controle, assim como a lucratividade e o equilíbrio das operações contábeis de um negócio. 

Na verdade, o setor de TI de uma empresa tem influência enorme no funcionamento adequado de seus diversos departamentos, além de atuar em inúmeros aspectos dos mais variados procedimentos internos.

Diante disso, é de extrema importância que tudo esteja devidamente atualizado e as ferramentas mais modernas estejam disponíveis para contribuírem com os processos, otimizando-os e os tornando bem mais ágeis.

Neste post, entenderemos o que é ativo imobilizado de TI e conheceremos 4 dicas práticas de gestão. Continue a leitura e confira!

O que é ativo imobilizado de TI?

O ativo imobilizado de uma empresa, de uma forma geral, pode ser definido como o conjunto de bens atribuídos à manutenção de suas atividades. Assim, conhecer e mantê-lo sob controle garante que a organização cumpra corretamente suas obrigações contábeis e, ainda, permite fomentar a gestão — tornando-a mais competitiva.

Exemplos de ativo imobilizado são: matéria-prima, imóveis, móveis e utensílios, veículos, máquinas, ferramentas, dispositivos móveis, computadores e periféricos, entre outros.

Já o ativo imobilizado de TI está relacionado, especificamente, aos elementos tecnológicos. Nesse sentido, sua gestão tem como função administrar esses componentes — sejam físicos ou virtuais — evitando, dessa forma, o desperdício de recursos com investimentos, muitas vezes desnecessários.

Quais as principais dicas para uma gestão de ativo imobilizado de TI?

Algumas medidas podem contribuir, enormemente, para uma gestão satisfatória de ativo imobilizado de TI — garantindo o máximo de produtividade. Acompanhe!

1. Fazer o mapeamento dos ativos

Esse processo consiste na organização dos elementos tecnológicos e fatores responsáveis por suas utilizações nos processos da empresa. Um mapeamento eficaz esquematiza todos os ativos, possibilitando saber cada detalhe sobre os serviços relacionados à tecnologia.

Assim, com todos os componentes relacionados, é possível visualizar consequências, falhas ou erros com clareza para facilitar a busca por soluções.

2. Elaborar um inventário

Após o mapeamento, elaborar um inventário é uma ótima medida — visto que deixará o gestor atualizado sobre tudo que há na empresa. Isso é essencial para que ele tenha à sua disposição uma lista dos ativos do negócio, como softwares, hardwares, sistemas e recursos humanos, podendo, dessa forma, tomar decisões com maior segurança.

A principal finalidade dessa ação é manter toda a estrutura de TI sob constante atualização e mais alinhada possível às estratégias da empresa.

3. Acompanhar os ciclos de vida 

Ter um acompanhamento dos ciclos de vida dos ativos de TI é fundamental para saber o aproveitamento de cada um. Essa medida permite um controle maior para algumas tomadas de decisões, como a necessidade de compra, reparo ou atualização de algum ativo.

4. Fazer parceria com bons fornecedores

Manter contato com bons fornecedores contribui para que os ativos se mantenham com qualidade, garantindo o funcionamento adequado, melhores performances e mais agilidade nos variados processos da empresa.

Qual é a importância do MDM?

Não podemos nos esquecer da importância do gerenciamento de dispositivos móveis ou MDM, como é também conhecido. Trata-se de uma solução importante que ajuda os gestores no controle e proteção dos dispositivos móveis corporativos, por exemplo, tablets e smartphones.

Nesse contexto, sua maior vantagem reside na segurança das informações. O MDM protege os dados da empresa por meio de políticas desenvolvidas pelo próprio dispositivo e por uma série de ações. Dessa forma, os gestores podem controlar, proteger e desconectar dispositivos móveis nas redes das corporações.

Como vimos, a gestão de ativo imobilizado de TI requer uma série de ações dos gestores. Logo, seguir as dicas e tomar algumas medidas eficazes, como um gerenciamento de dispositivos móveis (MDM), garantirá mais produtividade e segurança em todos os processos.

Se o conteúdo foi útil e você deseja soluções de segurança para a sua empresa, entre em contato conosco! Teremos uma grande satisfação em atendê-lo!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.