urmobo_MDM

Gerenciador de aplicativos para iphone ou Android: o que é preciso saber?

A presença de aparelhos móveis corporativos é uma grande tendência nas organizações, principalmente em algumas áreas que dependem de colaboradores atuando de forma externa ou em viagens constantes. Nesses casos, é fundamental que eles tenham aparelhos de qualidade, que possam realizar suas funções e garantir mais eficiência em suas ações.

Um gerenciador de aplicativos para iPhone ou Android tem papel vital nesses negócios: é por meio dele que se torna possível alguns controles essenciais e garantir o uso correto e seguro dos dispositivos. Vamos entender melhor sobre o tema? Continue lendo e descubra tudo o que precisa saber sobre o assunto!

O que é um gerenciador de aplicativos para iPhone ou Android?

O gerenciador de aplicativos, tanto para dispositivos iPhone quanto para Android, é uma solução que permite ao gestor de dispositivos móveis corporativos realizar ações relacionadas a aplicativos em dispositivos cadastrados na solução.

Com isso, ações remotas podem ser realizadas para este fim, desde que os dispositivos estejam cadastrados previamente no sistema e a solução de gerenciamento tenha sido instalada no aparelho.

Normalmente, essa função pode estar dentro de uma solução de Mobile Device Management (MDM) que, além da gestão de aplicativos, pode ter outras ferramentas, como:

  • controle no uso de recursos;
  • geração de blacklist de sites a serem acessados no navegador do dispositivo;
  • avaliação da vida útil da bateria e do desempenho do aparelho;
  • controle sobre questões relacionadas a ligações e acessos indevidos;
  • controle de uso em horários comerciais ou relacionados com a rotina de trabalho, a fim de evitar uso em outros contextos, entre outros.

É possível realizar a gestão no uso de aplicações tanto em dispositivos Android quanto iPhone, de forma eficiente, dando liberdade para que sua empresa escolha se optará por aparelhos que tragam um melhor custo-benefício para a organização.

Quais vantagens um gerenciador de aplicativos pode trazer?

Por que contar com um gerenciador de aplicativos? Quais as implicações práticas que seu uso pode trazer para os negócios? Vamos falar sobre as principais a seguir.

Instalações, atualização e desinstalação de aplicativos

Um dos grandes receios dos gestores de segurança da informação é que o uso indevido dos dispositivos móveis possa gerar problemas que facilitem a entrada de cibercriminosos. Da mesma forma, também se espera que os colaboradores utilizem esses aparelhos apenas para os fins organizacionais para os quais foram cedidos.

O gerenciador de aplicativos tem, portanto, a função de realizar instalações daquelas soluções que tenham correlação com as atividades internas, bem como de antivírus e outras ferramentas de segurança, capazes de evitar o acesso de intrusos no dispositivo. Com isso, pode-se promover uma melhor segurança, bem como a padronização das ferramentas utilizadas no negócio. Todos os colaboradores, assim, terão a mesma ferramenta de antivírus e isso pode ser fundamental para evitar dissonâncias nesse aspecto.

Além disso, muitos colaboradores podem se esquecer ou evitar de realizar as atualizações de aplicações e sistemas operacionais. Por meio do gerenciador de aplicativos, o gestor responsável pode realizar as atualizações de forma automatizada, por meio do dashboard da solução. Prático, simples e garantindo mais segurança para seu negócio.

Outro ponto pode ser, também, a facilidade de desinstalar aplicativos. Em alguns casos, pode ocorrer pelo desuso de determinada solução, optando por outra. Por exemplo, a organização fechou um acordo com uma empresa de segurança digital e adotará outro aplicativo de barreira para hackers e, portanto, a solução anterior precisa ser removida.

Em outros casos, essa função pode ser essencial para garantir a remoção de aplicações que tenham sido instaladas pelos colaboradores de forma inadequada, desviando o uso dos aparelhos para a função à qual foram destinados e, assim, gerar problemas de foco e, até mesmo, falhas de segurança nos celulares corporativos.

Bloqueio parcial de aplicativos

Outra função interessante é a possibilidade de realização de bloqueio parcial do aparelho para a instalação de aplicativos que possam atrapalhar as atividades internas na empresa. É o caso, por exemplo, de aplicativos de redes sociais. Seu uso pode fazer com que os colaboradores se preocupem mais em acompanhar os conteúdos pessoais do que as atividades e, assim, comprometer a produtividade da empresa.

Outro ponto é poder colocar na lista o download de aplicações que não sejam de fonte confiável, ou seja, que podem se assemelhar com soluções originais mas, no caso, podem ter vulnerabilidades graves, que gerem possibilidade de ações de hackers, visando à obtenção de dados sigilosos da empresa.

Qual a importância de escolher um gerenciador de aplicativos de qualidade?

Como você pode perceber, o gerenciador de aplicativos tem papel fundamental para a segurança e proteção de dados das organizações. Sendo assim, é preciso que essas escolhas sejam realizadas da melhor forma possível, minimizando as chances de erros, falhas e gargalos.

Dashboards complexos, que não sejam intuitivos, podem trazer processos mais burocráticos e atrasar a implementação das funcionalidades que trouxemos acima e, com isso, aumentar as chances de falhas. Por isso, o seu gerenciador de aplicativos precisa ser de fácil acesso e eficiente naquilo que se propõe.

Uma solução interessante é utilizar uma ferramenta de Mobile Device Management, que tenha essa parte como uma de suas funções. Assim, você poderá contar não só com essa parte importante, mas também com as demais funções disponíveis, como falamos no início deste conteúdo.

Como escolher o gerenciador de aplicativos ideal para sua empresa?

Diante da importância dessa solução, é preciso que a sua escolha de gerenciador de aplicativos iPhone ou Android, esteja ele presente em uma solução MDM ou não, passe por algumas questões fundamentais. Assim, você evitará escolhas erradas ou que possam gerar prejuízos para o seu negócio. Vamos mostrar algumas dicas importantes para avaliar isso a seguir:

  • verifique a reputação da empresa fornecedora no mercado;
  • converse com outros clientes para entender como a organização realizou o processo de implementação da solução;
  • avalie o custo-benefício da ferramenta;
  • verifique como é feito o pagamento para o uso da ferramenta;
  • verifique se as principais funções que você precisa em sua empresa estão presentes na solução oferecida pelo negócio;
  • avalie o atendimento e suporte ao cliente, entre outros.

Um gerenciador de aplicativos para Android ou iPhone tem papel vital para a sua organização, caso utilize aparelhos corporativos. Portanto, conte com os melhores para esse fim.

Conheça a nossa solução MDM, garanta um teste de 15 dias sem custo e veja como temos o melhor para você.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.