Futuro da Saúde: dispositivos móveis elevam atendimentos, capacitam médicos e aprimoram fluxos de trabalho

Com a mobilidade médica, os devices trazem diversos benefícios. Aproximam o atendimento aos pacientes, reduzem erros e fazem uma economia crítica de tempo. Confira insights

O uso de dispositivos móveis na área da saúde e assistência hospitalar tem aumentado constantemente. No entanto, smartphones e tablets ainda não se tornaram amplamente equipamentos oficiais de trabalho quando falamos em cuidados médicos. Enquanto isso, o uso paralelo de dispositivos privados e oficiais em hospitais é comum.

A equipe médica usa smartphones e tablets de várias maneiras. Essa mistura de dispositivos e como eles podem ser usados é um desafio para as pessoas responsáveis por definir estratégias e regras para o seu uso na assistência hospitalar.

Segundo o Journal of Medical Internet Research, médicos e estudantes de 8 hospitais alemães realizaram uma pesquisa, em dezembro de 2020, com o objetivo de examinar o status quo do uso de dispositivos móveis e os requisitos concretos dos médicos, além de suas expectativas futuras.

Na prática, os médicos ainda estão usando predominantemente computadores desktop durante o tempo de trabalho (tempo de trabalho gasto em um computador desktop: 56,8%; smartphone: 12,8%; tablet: 3,6%). Porém, a preferência por smartphones e tablets é total em comparação com computadores.

Segundo o estudo, a razão para o baixo uso não é a falta de vontade dos usuários em potencial. Desafios que dificultam a adoção mais ampla dos dispositivos móveis podem ser questões regulatórias, financeiras e organizacionais, e falta de padrões de interoperabilidade dos sistemas de informação clínica, mas também uma escassez de áreas de aplicação.

DISPOSITIVOS MÓVEIS E A PANDEMIA

Com a pandemia, é fato que muita coisa mudou. A digitalização de algumas empresas e instituições teve que ser acelerada, inclusive, hospitais apostaram nisso pois viram que em suas atividades os dispositivos móveis corporativos geravam melhoras significativas no dia a dia.

A mobilidade clínica veio para transformar o atendimento e as instalações de saúde em todo o mundo, e já está tendo um profundo impacto sobre enfermeiras, médicos, executivos de TI e pacientes.

A boa notícia é que existe uma solução fácil e rápida de ser instalada, que pode ajudar a reduzir o stress sobre o sistema, melhorar o atendimento ao paciente, criar fluxos de trabalhos compartilhados e utilizar melhor os recursos de comunicação entre a equipe: a Urmobo.

Com o uso do MDM há também um grande impacto na economia, qualidade e segurança dos pacientes. Graças à adoção da mobilidade clinica, os hospitais em todo o mundo estão eliminando procedimentos manuais sujeitos a erros e substituindo-os por soluções digitais que aumentam a segurança.

Há também maior precisão na identificação do paciente e melhora na qualidade do atendimento. Com a captura digital de informações, os dados podem ser transmitidos em tempo real para a equipe clínica obtendo economia crítica de tempo.

Até 2022 enfermeiras de todas as disciplinas – leito, emergência, cirurgia e tratamento intensivo – assim como médicos, farmacêuticos e técnicos de laboratório estarão cada vez mais usando a tecnologia móvel. Em muitos casos, ela está se tornando uma ferramenta indispensável. – Estudo da Zebra: Saúde no Brasil em 22

MDM NA SAÚDE

Na prática, se formos ver um exemplo, os benefícios da mobilidade clínica no atendimento ao paciente são claros. Uma enfermeira médio caminha entre 6 e 8 quilômetros por turno de 12 horas. Os dispositivos móveis ajudam as enfermeiras a aumentar a eficiência, aumentando o tempo ao lado do leito, por exemplo.

77% dos pacientes têm opinião positiva sobre o uso de dispositivos móveis pelos médicos em seu atendimento

IMPACTO DA MOBILIDADE MÉDICA

Já sabemos o quanto os médicos classificam os dispositivos móveis como ferramentas úteis e de suporte que devem ser implementadas. Aqui, mais alguns dados sobre o impacto que um bom MDM como Urmobo pode ter na gestão da sua clínica ou hospital:

REDUÇÃO DE CUSTOS: 39% dos hospitais citam a redução do custo do atendimento ao cliente

MELHORA DA QUALIDADE: 63% dos hospitais destacam a melhora da qualidade do atendimento ao paciente

REDUÇÃO DE ERROS: 68% das enfermeiras informam a redução nos erros de administração de medicamentos

O HOSPITAL DO FUTURO

O hospital do futuro não será apenas mais eficiente, ele prestará um melhor atendimento ao paciente, será mais acessível e envolverá mais os pacientes em seu tratamento e recuperação. Espera-se que a tecnologia melhore a qualidade global dos cuidados de saúde, capacite os médicos e aprimore os fluxos de trabalho.

95% dos hospitais esperam que notificações de fluxo de trabalho dinâmico sejam enviadas para dispositivos móveis até 2022 – Informado por executivos de TI

Se você ainda tem dúvida se a mobilidade médica é para a sua empresa, convidamos a fazer o nosso trial de 15 dias sem custo algum e ver alguns de seus problemas sendo resolvidos; com segurança, controle dos dispositivos e todas as otimizações que Urmobo é capaz de realizar!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

1 Comentário

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.