Aprenda a bloquear sites em celulares corporativos

Cuidar da segurança dos dispositivos móveis deve ser um dos pilares básicos das organizações para que haja a proteção das informações internas. Confira a seguir como bloquear sites indesejados em celulares e tire suas dúvidas sobre o tema!

gestão da informação é um dos processos mais importantes de um departamento de tecnologia. Nesse contexto, uma das formas de reduzir as chances de vazamento de dados é bloquear sites em celulares e em outros dispositivos mobile, como notebooks.

Afinal, com o aumento do trabalho remoto, as empresas devem redobrar os cuidados para evitar que a sua rede corporativa seja invadida e que dados sensíveis caiam nas mãos de criminosos.

Portanto, ao bloquear sites no celular, a sua organização estará fortalecendo a segurança da informação, além de garantir que as atividades diárias possam ser feitas com tranquilidade pelos colaboradores em home office.

Neste artigo, você vai conferir como bloquear sites em celulares corporativos usando algumas aplicações específicas. Tenha uma boa leitura!

Por que o uso correto dos dispositivos mobile é importante?

O uso da internet traz muita facilidade para o dia a dia, no entanto também esconde alguns perigos para a segurança de dados. Hackers podem invadir a sua rede se você acessar algum site duvidoso, por exemplo.

Em apenas um clique, esses criminosos roubam todas as informações sensíveis do usuário, bem como invadem uma rede corporativa, expondo dados de clientes, além de terem acesso aos detalhes estratégicos do seu negócio.

Desse modo, o uso correto de dispositivos mobile ajuda a reduzir as chances de o sistema ser invadido, porém é necessário seguir um conjunto de boas práticas para fazer com que esses equipamentos se tornem seguros no dia a dia.

Nesse sentido, os smartphones são um dos principais aparelhos usados nas rotinas produtivas e, por isso, merecem uma atenção especial. Eles permitem uma maior mobilidade do colaborador, que, tendo acesso a uma rede de internet, consegue dar seguimento a vários processos do trabalho.

Quais os riscos de deixar o celular corporativo com acesso livre?

Muitos gestores, por ingenuidade ou desconhecimento, acreditam que não há qualquer tipo de problema em manter um celular corporativo com acesso livre. Esse tipo de posicionamento é grave, pois coloca em xeque muitas questões importantes da empresa.

Veja a seguir os principais riscos aos quais o seu negócio estará submetido caso os dispositivos tenham livre acesso.

Instalação de adwares

Você provavelmente já deve ter visto, ao utilizar seu dispositivo móvel, banners caça-cliques em sites e aplicativos. Muitas vezes, ao clicar neles, cria-se a oportunidade de baixar no aparelho um tipo de malware chamado adware, cujo objetivo é fazer com que, por descuido, você clique no maior número de banners possível, gerando renda para terceiros.

Contudo, engana-se quem acha que esse tipo de ação é inocente: o dispositivo poderá gerar brechas de vulnerabilidade por meio dessa ação, bem como ficar com menor capacidade de processamento, que é algo indesejado para aparelhos corporativos.

Geração de brechas de vulnerabilidade

Em celulares corporativos, a entrada em sites maliciosos pode fazer com que se crie uma brecha de vulnerabilidade, fazendo com que hackers tenham acesso a dados sigilosos e importantes da sua empresa. Um clique inadequado ou, então, o download de um aplicativo fraudulento pode gerar a abertura que os cibercriminosos precisam para atuar.

Vazamento de informações sigilosas e fraudes

Toda empresa, independentemente de seu tamanho ou área de atuação, precisa prevenir-se do vazamento de informações sigilosas. Informações financeiras, dados sensíveis de clientes e segredos de mercado são apenas alguns dos dados que precisam de maior proteção.

Diante disso, muitos cibercriminosos buscam criar iscas, que permitem que eles realizem ações de fraudes que prejudicam a sua empresa, seja financeiramente, seja na imagem do mercado. Por isso, é importante buscar minimizar esse tipo de ação, que pode ser resolvida por meio do bloqueio de sites indesejáveis.

Ainda, é importante ressaltar que, segundo a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais), atuar de forma negligente no que diz respeito aos cuidados com a proteção de dados pode acarretar sanções para as empresas, sejam elas:

  • multas;
  • multas diárias;
  • publicização da infração;
  • impossibilitar o acesso aos dados que são alvo da sanção;
  • deletar os arquivos referentes à infração.

Quais outras medidas podem ser aplicadas para garantir a segurança dos dados?

Além de bloquear sites no celular, o seu departamento de segurança da informação deve implementar outras ações para inibir o vazamento de dados. A principal delas é o treinamento dos colaboradores — é preciso alinhar com as equipes a importância das boas práticas ao utilizar a internet e os equipamentos da empresa.

Ter uma política de gestão de dados é outra ação essencial. Inclusive, ela deve ser norteadora para a implementação dos processos do negócio, sendo um documento de consulta obrigatória. Para tanto, faça campanhas internas que reforcem a importância de cuidar da informação e garanta que todas as rotinas virtuais aconteçam por meio de sistemas que fortalecem a proteção de dados.

Afinal, como é possível bloquear sites em celulares corporativos?

Existem algumas formas de tornar a navegação dos colaboradores mais segura. A seguir, separamos maneiras simples de fazer isso. Ainda, saiba que é possível bloquear até os aplicativos que podem ser baixados na Play Store, por exemplo.

Continue a leitura e veja como restringir o acesso a sites em celulares corporativos.

BlockSite

Essa é uma extensão do Google Chrome que permite o bloqueio de sites no celular e em outros dispositivos móveis. O interessante é que é possível bloquear tanto sites específicos em uma lista quanto fazer outra apenas com os que você permitirá o acesso. Além disso, há a possibilidade de fazer o bloqueio temporário de sites.

O recurso mais interessante dessa extensão é a função trabalho. Com ela, é possível fazer o bloqueio de sites baseando-se na técnica Pomodoro. Isso faz com que o usuário não acesse páginas não relacionadas ao trabalho durante 25 minutos. Em seguida, 5 minutos são liberados para um período de descanso, conforme a técnica estipula.

Para instalar a ferramenta, clique nos bullets points localizados no canto direito superior do seu navegador e vá em “mais ferramentas”. Ali, há a opção “extensões” (basta clicar para ser redirecionado). Pesquise pelo app e siga as instruções de instalação. Com certeza, essa aplicação vai ajudar a otimizar a produtividade da equipe, principalmente no contexto de home office.

Play Store

Assim como é possível bloquear sites no celular, os aplicativos também podem ser restringidos. Inclusive, eles são uma das fontes que hackers usam para roubar os dados dos usuários. Para evitar isso, programe o recurso de controle parental da Play Store.

Para isso, acesse o aplicativo e abra o menu de configurações. Vá até a opção de “controle de pais”. Então, selecione qual tipo de conteúdo que você quer bloquear. O interessante é que é possível fazer o bloqueio ou restringir o acesso de acordo com a faixa etária.

SafeSearch

O SafeSearch permite restringir os resultados de buscas ao utilizar o Google. Com essa ferramenta, links e imagens são bloqueados, conforme a configuração feita. Ele pode ser configurado em qualquer navegador, não sendo limitado ao Chrome.

Para fazer a configuração, acesse a página de pesquisa do Google. No canto direito inferior da tela, há um botão escrito “configurações”; acesse-o. Em seguida, clique em “pesquisa avançada”. Você será redirecionado para uma página com alguns campos de configuração, como palavra-chave. Abaixo, tem o campo SafeSearch, em azul, e com opção de seleção. Escolha “mostrar resultados mais relevantes” ou “filtrar resultados com conteúdo explícito“.

Como a Urmobo ajuda na gestão de ativos móveis da sua empresa?

Reforçar a segurança da informação no seu negócio é um dos compromissos que a sua marca tem, não é verdade? Além disso, com a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais) entrando em vigência, todas as organizações devem atender às suas diretrizes, e a adoção de medidas para fortalecer a seguridade dos dados é mandatória.

Assim, com o outsourcing (a terceirização) da gestão de ativos móveis da sua empresa, você consegue ter um controle mais preciso dos bens. Dessa forma, evita-se que os equipamentos caiam no poder de criminosos.

Com a plataforma Urmobo, é possível fazer a configuração de segurança de diversos dispositivos a distância. Além disso, oferece-se também um recurso que permite a personalização da tela e o acesso somente a apps, com configurações predefinidas, como bloquear sites no celular. Ainda, é possível fazer o bloqueio dos equipamentos a distância.

Vale ressaltar que, na Urmobo, todas as soluções estão disponíveis sem tempo mínimo de permanência e sem multa por cancelamento.

Como a Urmobo ajuda no controle de acesso no home office?

Uma dúvida comum, principalmente com os novos modelos de trabalho impostos pela pandemia do novo coronavírus, é identificar as formas de proteção dos dispositivos corporativos no regime home office. Afinal, com a distância entre funcionário e escritório, como garantir a proteção dos dispositivos?

Por meio do Urmobo MDM, é possível fazer o gerenciamento dos dispositivos móveis da sua empresa de forma remota, permitindo a inserção e a retirada de sites e aplicativos da lista, bem como a desinstalação de soluções que tenham sido inseridas e que representam um risco real para a segurança dos dispositivos e da organização.

Assim, é possível ter um monitoramento mais preciso do uso adequado dos dispositivos, garantindo menores riscos de problemas por ingenuidade ou ações inadequadas dos seus colaboradores. Portanto, como forma de defesa da sua empresa, não tema pelo bloqueio de sites em celulares corporativos!

Este conteúdo foi útil? Então, comece a otimizar a segurança do seu negócio. Aproveite para entrar em contato e saiba mais sobre a nossa solução!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.